porto
Notícias

Mercado imobiliário em alta

O primeiro trimestre deste ano foi o melhor de sempre para o mercado imobiliário português, com os preços das habitações a aumentarem 7,9%, a maior subida desde 2009 e as vendas a crescerem 25,9%. Os dados foram divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) que salientou que ambos os valores estão em máximos históricos em Portugal.

O crescimento de 7,9% no Índice de Preços da Habitação (IPHab) compara com o aumento de 7,6% registado nos dois trimestres anteriores, que tinham já sido marcados por uma apreciação dos preços. Na comparação com o último trimestre de 2016, os preços aumentaram 2,1%, sendo este o oitavo trimestre consecutivo de aumentos nos preços.

Nas habitações já existentes, o aumento de preços foi de 9,2% – inalterado face ao trimestre anterior – enquanto nas novas construções a subida foi de 4,2%.

“A aceleração dos preços no primeiro trimestre de 2017 foi inteiramente devida ao mercado dos alojamentos existentes (2,5% face a 1,2% no quarto trimestre de 2016), visto que o aumento de 0,8% dos preços dos alojamentos novos foi inferior em 0,2 pontos percentuais ao observado no trimestre transacto”, refere a nota divulgada pelo INE.

 35 178 casas vendidas

A subida dos preços das casas reflete o aumento da procura. Nos primeiros três meses deste ano foram vendidos 35 178 alojamentos, o que constitui um novo recorde. Desde que o INE publica estes dados (2009), nunca tinham sido vendidas mais de 35 mil habitações num único trimestre.

Do total das transações, 29 511 respeitaram a alojamentos existentes (83,9% do total) e 5 667 a alojamentos novos – o valor mais elevado desde o quarto trimestre de 2015.

Por comparação com o mesmo período do ano anterior, o número de vendas registou um aumento de 19,4% (23,2% no caso dos alojamentos existentes e 2,9% nos alojamentos novos). As transações de casas em segunda mão movimentaram 3,4 mil milhões de euros no primeiro trimestre do ano.

Dados que mostram que o setor da construção não está a acompanhar o ritmo de crescimento que tem vindo a caraterizar o mercado imobiliário nacional nos últimos meses.

Na análise regional, o INE destaca que a Área Metropolitana de Lisboa, com um total 12.381 transações (35,2% do total), registou o maior número de vendas, enquanto o Norte, região que representou 29,1% do número total de vendas de alojamentos, ultrapassou as dez mil vendas, o que não acontecia desde o segundo trimestre de 2010.

Adicionar comentário

Clique aqui para comentar

Your email address will not be published. Required fields are marked *