Melhorias

Ao arrendar devo aceitar animais de estimação?

Animais de estimação podem tornar-se verdadeiros amigos e quase como parte da família. É por essa mesma razão que as pessoas que têm animais de estimação procuram sempre lugares que os aceitam. Muitas vezes, este será mesmo o único factor que faz com que se assine um contrato ou nao.

Como um senhorio, deverei permitir animais de estimação na minha propriedade? Quais as vantagens e desvantagens?

Deve preocupar-se com marcas de patas nas paredes e chão ou arranhadelas nas paredes e em soalhos especialmente de madeira.

Caso tenha mobilado o apartamento ou quarto que vai arrendar pode também haver a preocupação da mobília sofrer algum dano e em caso de ter carpete, bem, que hajam alguns acidentes. Muitas vezes estes riscos não devem ser desprezados visto certo tipo de seguros não os cobrir.

No entanto, tornar a sua propriedade amiga de animais pode ter grandes benefícios e aumentar o seu lucro. Para começar dar-lhe-á de um fator diferenciador versus a competição e fará com que haja mais pessoas interessadas na sua propriedade garantido a sua total ocupação ao longo do ano.

Caso esteja a ponderar esta decisão, como garantir que irá ter uma boa experiência?

Primeiro de tudo é importante que perceba que os animais de estimação são uma extensão do dono(a), sendo que a responsabilidade será totalmente deles.

Pode também entrar em acordo com o seu futuro inquilino apontando algumas regras em relação ao animal. Se a sua propriedade tiver um jardim ou uma área exterior, por exemplo, pode acordar que o animal dormirá sempre fora e nunca estará sozinho dentro de casa. Caso seja mobilada, poderá também apenas indicar que gostaria que o animal não esteja autorizado a ficar no sofá, cama ou perto de alguma peça/cadeira mais delicada. Poderá pedir ao inquilino para garantir que a casa é limpa mais regularmente para evitar cheiros e até, no limite, sugerir uma limpeza profunda de quaisquer carpetes no final da estadia. Garanta também que só aceita animais vacinados e devidamente registados no veterinário e junta de freguesia. O quer que decida no final, verifique que tudo está estipulado no contrato de arrendamento e que ambos (o inquilino e senhorio) estão 100% de acordo.

Finalmente poderá dizer-se que a decisão é totalmente sua se permite ou não animais na sua propriedade. Poderá vê-lo como um fator que o/a põe estrategicamente à frente de milhares de outros senhorios que não o permitem, ou não aceitando protegendo o seu imóvel o mais possível.

Adicionar comentário

Clique aqui para comentar

Your email address will not be published. Required fields are marked *