arrendamento em Portugal, duração média
Notícias

Arrendamento inferior a um ano é tendência em Portugal

Foi esta a principal conclusão do inquérito de boas práticas de arrendamento promovido pelo portal.uniplaces.com, que tem como principal objetivo traçar o perfil do senhorio em Portugal.

O estudo contou com a participação de 400 inquiridos, com idades compreendidas entre os 25 e 65 anos provenientes de vários distritos Portugueses. Dentro da amostra verificou-se a presença de senhorios profissionais, não profissionais e praticantes de diversos tipos de arrendamento desde o curto, médio e longo prazo.

 

Na sua generalidadePropriedades, arrendamento verificou-se um equilíbrio de géneros nos inquiridos e que mais de metade (60%) dos senhorios, conta apenas com uma propriedade para arrendamento e apenas 2% dos inquiridos a afirmar ter mais de 15 casas para locação.

Quanto à forma como arrendam as suas propriedades, 56% afirmou preferir arrendar por quarto, a vários inquilinos em simultâneo.

 

 

arrendar a estudantes em PortugalEm linha com o tipo de alojamento providenciado pela plataforma www.uniplaces.com os senhorios foram questionados sobre qual o motivo para a preferência sobre o arrendamento a estudantes, sendo que 59% afirma que é “por ficarem por períodos curtos, permitindo utilizar a propriedade de uma forma mais flexível”, aliada à “enorme procura que permite arrendar de forma mais rápida” que torna este tipo de arrendamento tão atrativo e rentável.

 

Conclui-se também que os senhorios estão cada vez mais dispostos arrendar a inquilinos internacionais e que devido à sazonalidade da procura por parte dos estudantes, 41% dos inquiridos afirma combinar ambos os tipos de arrendamento (alojamento local e a estudantes) para otimizar a taxa de ocupação.

“Os resultados deste estudo, que inclui tanto utilizadores da Uniplaces como senhorios que utilizam outras plataformas, mostram que os proprietários de imóveis têm preferência pelos estudantes, por se tratar de um tipo arrendamento mais seguro e cómodo, quando comparado por exemplo com o arrendamento à semana a turistas que envolve maiores encargos burocráticos e de logística. Percebemos também que existe já a percepção no mercado de que arrendar a estudantes é uma opção muito viável, segura, cómoda e em crescimento.”, explica André Rodrigues Pereira, Country Manager da Uniplaces em Portugal.

 

Veja também o artigo no Expresso e no Jornal Económico.

Adicionar comentário

Clique aqui para comentar

Your email address will not be published. Required fields are marked *