Porto
Notícias

Candidatos no Porto com habitação na agenda

A habitação faz parte da agenda dos candidatos à Câmara do Porto nas autárquicas de 1 e outubro. Com a subida das rendas que muitos atribuem à crescente procura turística da Invicta, os pretendentes ao cargo de presidente da autarquia avançam com ideias para aumentar o número de casas disponíveis aos portuenses.

Rui Moreira

O atual presidente da Câmara do Porto e candidato independente pelo movimento “Porto, o nosso Partido” afirma que a habitação é um problema que tem de ser resolvido pelo executivo camarário, mas sem esquecer que o turismo garante emprego a um número importante de pessoas.

Rui Moreira diz que a solução poderá passar por instrumentos fiscais, como uma redução da taxa de IRS paga pelos senhorios relativamente às rendas.

Manuel Pizarro

O candidato socialista propõe um programa de construção de habitação com renda acessível, requalificação dos bairros de habitação pública e um programa de regeneração das ilhas do Porto.

No programa da sua candidatura, Manuel Pizarro inclui a iniciativa Habita Porto, através da qual promete construir três mil fogos de renda acessível, para atrair os portuenses para a cidade.

Álvaro Santos Almeida

Sublinhando que o turismo é fundamental para o Porto, o candidato do PSD defende a necessidade de “baixar o custo de vida na cidade” e propõe um programa de reabilitação para toda a cidade.

Ilda Figueiredo

A candidata pela CDU aposta na criação de um Observatório de Turismo para libertar o centro histórico da Invicta e criar um melhor equilíbrio na cidade entre o alojamento local e o arrendamento tradicional.

Antiga deputada ao Parlamento Europeu, Ilda Figueiredo quer apostar na habitação a preços controlados no centro da cidade, considerando que os edifícios municipais “devem ser para habitação e não para especulação” imobiliária.

Ilda Figueiredo considera essencial que se inicie um programa de intervenção nos bairros municipais, em diálogo com os moradores e impedindo agravamentos demasiado elevados das rendas.

João Teixeira Lopes

Destacando o aumento das rendas na cidade, o candidato do Bloco de Esquerda (BE) sustenta que o Porto não pode perder o turismo, ainda assim defende a criação de quotas para o alojamento local de modo a libertar mais habitações para o arredamento tradicional.

O candidato bloquista quer impor uma moratória para novos hotéis no Porto, contrariando a concentração abusiva na zona do centro da cidade.

João Teixeira Lopes defende a canalização das verbas da taxa turística e de fundos que estão atualmente disponíveis para um projeto de habitação pública, com mil casas para habitação social e 1500 para uma bolsa de rendas acessíveis.

Adicionar comentário

Clique aqui para comentar

Your email address will not be published. Required fields are marked *