Uniplaces

Conheça o Duarte, senhorio Uniplaces em Lisboa

Arrendar a estudantes

Para mim, é um negócio muito especial e particular porque podemos criar relações fantásticas e conexões com pessoas de todo o mundo. De uma perspectiva de negócio, é muito interessante geri-lo, porque essencialmente temos dois check-ins e dois check-outs por ano se estivermos a gerir bem. Operacionalmente não é uma dor de cabeça. Se trabalharmos com a Uniplaces e uma operação de residências para estudantes podemos voltar para o lado social da propriedade e certificarmo-nos de que quando alguém sai do nosso país, sai de sorriso na cara e até com pena de ir embora. Se comunicarmos com eles e avisarmos de que a renda está por pagar, vão ver que as pessoas respeitam. Segunda coisa, que me impressiona muito, é que a maioria das pessoas quase toda a residência foca-se em estudar aqui.

 

Conselhos para outros senhorios

Primeiro, seja honesto. Seja honesto na forma como aborda o negócio. Há muita gente que trabalha em turismo que apenas quer dinheiro fácil e isso é diferente, porque os hóspedes ficam uma noite, duas noites. No final, mesmo que seja um péssimo dono de negócio nesse tipo de sector, não vai criar uma impressão duradoura. Aqui, as pessoas estão mesmo a escolher a sua propriedade para ser a sua casa. É uma responsabilidade que tem de levar a sério. Segundo, se tiver algum jovem na família com que se relacione, imagine que estivesse a recebê-lo ou imagine se fosse esse jovem a viajar, como é que gostaria que ele fosse tratado? As comodidades dos quartos, não precisa de instalar um frigorífico, um minibar e contas da Netflix. Isso é o seu negócio específico. Mas seja honesto na forma como prepara o quarto.

 

Como corre o negócio?

Uma das melhores partes é estarmos cheios antes de abrir. Se fizer bem as coisas, se tiver uma boa propriedade que se divulga e venda bem e atrai os hóspedes certos, pode ter uma taxa de ocupação de 100%. As pessoas planeiam as suas viagens, as suas vidas para um período extenso de quatro, cinco, seis meses ou até doze, por isso assim que tomam uma decisão, estão comprometidos. Se fizer tudo bem e se tiver fotografias prontas, se gerir bem as expectativas, pode ter taxas de ocupação muito altas.

 

É preciso ser um génio para arrendar um espaço online?

Não. Obviamente que o facto da Uniplaces existir tem profissionalizado o sourcing. Temos a certeza de que quem vem da Uniplaces tem um motivo e objectivo. Encontrar inquilinos estudantes para uma residência de estudantes sem esses meios seria mais difícil. Seriam precisas referências de universidades e seria preciso focar muito em marketing online. Não seria preciso um data scientist, só de uma mente aberta para tentar criar essa corrente de residentes. A resposta é não, não é preciso, mas teria dado muito mais trabalho se a Uniplaces não existisse. Isso é garantido.

1 Comentário

Clique aqui para comentar

Your email address will not be published. Required fields are marked *

  • Depende dos estudantes, depende da casa e das modalidades. Uma pessoa aluga com determinadas condições e quebram essas regras, passamos a ter divergências. O pior é quando por exemplo alguém aluga para 3 e metem 7. Gastos adjacentes só em eletricidade, em 3 dias gastam o plafond de 1 mês. Bem, tem tido sorte com os estudantes ou então não liga a gastos, eu acho importante determinados factores e sou Gestor de profissão. Tenho tido mais dores de cabeça com estudantes do que com outros estrangeiros que venham cá passar só uns dias. Posso ter o dobro ou o triplo do trabalho, mas é muito mais compensatório.