lâmpada
Melhorias

Lâmpadas que o ajudam a poupar no final do mês

Muitas pessoas pensa que utilizar lâmpadas económicas não faz muita diferença. Mas a verdade é que lâmpadas antigas são pouco eficientes e consomem até o triplo dos modelos LED, por exemplo. A questão que se coloca é: sabe escolher a lâmpada correta?

Poupar nas contas de casa é uma tarefa árdua de muitos proprietários e senhorios, principalmente aqueles que oferecem as contas incluídas no arrendamento. Por isso, estar atento aos mínimos detalhes pode ser-lhe muito favorável. Trocar as lâmpadas da sua casa, pode diminuir de 15 a 20% a sua fatura de eletricidade e aumentar o seu certificado energético.

Conheça os vários tipos de lâmpadas no mercado e saiba quais as que podem ser mais amigas do ambiente e do seu bolso.

  1. Lâmpada incandescente

São aquelas amarelinhas que produzem uma luz muito agradável. Porém são prejudiciais à saúde e às suas contas. As lâmpadas incandescentes têm pouco tempo de vida (cerca de 1.000 horas). Elas são pouco eficientes porque produzem calor.

  1. Lâmpadas de halogéneo

São parecidas com as incandescentes, entretanto recuperam o calor liberado e, assim, utilizam bem menos eletricidade. Também têm uma vida útil maior, podendo durar até 5 mil horas de utilização. Outra vantagem advém do facto de permitirem a emissão de luz segundo diversos ângulos de abertura. Mas são caras, podendo custar até 10 euros cada.

  1. Lâmpadas LED

As lâmpadas LED têm imensas vantagens. Primeiro porque existem em diversos tamanhos e formatos. São muito económicas e, apesar de um pouco mais caras, duram até 45 mil horas. Lâmpadas LED não aquecem, por isso desperdiçam menos calor. A desvantagem é que não estamos acostumados a ela e por isso podemos nos sentir desconfortáveis de início.

  1. Lâmpada fluorescente compacta

É basicamente a evolução das incandescentes. As fluorescentes têm vida útil de 15 mil horas. São baratas e fáceis de encontrar. São lâmpadas excelentes para manter acesas por longos períodos de tempo. Além disso tem brancas quentes e frias. As brancas quentes servem para zonas de descanso, enquanto que as frias são ideais para ambientes de trabalho e concentração. A desvantagem é que demoram alguns minutos para atingirem a eficácia, pois precisam aquecer.

  1. Lâmpada fluorescente tubular

São aquelas que quase sempre encontramos na cozinha ou locais com necessidade de iluminação por muitas horas. Estas lâmpadas proporcionam boa iluminação com pouca potência e baixo consumo energético.

Adicionar comentário

Clique aqui para comentar

Your email address will not be published. Required fields are marked *