malparado
Notícias

Malparado diminui com subida do imobiliário

Mesmo com Bruxelas apontando a possibilidade de uma bolha no imobiliário português, o Governo admitiu que a evolução dos preços nas casas ajuda a resolver o dilema do malparado na banca. O problema financeiro, que tem sido ignorado pelos média e esquecido pela população, não foi posto de lado pelo secretário de Estado das Finanças. De acordo com o secretário, a queda no crédito às empresas não é tão má quanto parece.

No Parlamento, Ricardo Mourinho Félix explicou: “O aumento dos preços do imobiliário ajuda a resolver o problema do crédito malparado.” Só no último ano, o valor dos imobiliários subiram 28% no país, preocupando a Comissão Europeia (CE) com a iminência de uma nova crise.

Mesmo com a inflação a ajudar a resolver o malparado na banca, o problema não será solucionado por si só, já que os balanços dos bancos têm outros desafios que não somente as relacionadas ao crédito à habitação. “Há outras imparidades”, avisou o secretário de Estado.

A evolução do crédito às empresas foi dramatizada, conforme explicou Mourinho Félix. O secretário apresentou dois argumentos a fim de encerrar o drama e evitar o pânico gerado pelos média na última semana. “Se tem de haver desalavancagem não é mau que o crédito esteja a cair”, afirmou.

Para ele, a evolução do crédito às empresas está a ter diferentes comportamentos conforme os sectores: “O crédito às empresas públicas está a cair e nas empresas privadas também”, disse. Enquanto que há uma queda significativa na construção, a indústria transformadora e as empresas de bens transacionáveis tem um panorama diferente com crescimento moderado.

Em abril, os bancos europeus cogitavam recorrer a fundos públicos para resolver o problema do malparado. O assunto ainda não foi resolvido e segue em debate. Mas é certo que a dívida alta da banca ainda será assunto nas próximas reuniões em Bruxelas.

Adicionar comentário

Clique aqui para comentar

Your email address will not be published. Required fields are marked *