obligaciones
Notícias

Clientes do Popular vão pagar mais no Santander Totta

Desde que o Santander Totta adquiriu o Banco Popular, os clientes andam confusos e preocupados. A incorporação poderá resultar na subida dos encargos com comissões. A estimativa é que os clientes do antigo banco paguem até 25% a mais.

Apesar dos antigos clientes do Banco Popular não precisarem de fazer nada, a incorporação do ponto de vista dos encargos não é simples, muito menos líquida. As taxas podem vir a subir e os cálculos dos preçários em vigor vem das duas instituições financeiras e um conjunto de comissões básicas.

Se o cenário for o mesmo de quando o Santander Totta comprou o Banif, no final de 2015, é de esperar que as duas instituições financeiras mantenham preçários independentes numa fase inicial. Mas em poucos meses, os usuários do Popular passarão a ter as mesmas comissões que os do Santander Totta.

Uma das alterações que pesa no bolso das pessoas é a gestão anual da conta. O Santander Totta cobra em média 19% a mais que o Popular. Para manter uma conta activa, com as anuidades dos cartões de débito e crédito, levantamentos ao balcão, requisição de cheques e transferências online, já ficará mais caro. Entretanto, o gasto pode chegar aos 25%, se forem tidos em conta os encargos do processamento mensal da prestação do crédito à habitação.

A anuidade do cartão de débito do Santander Totta é atualmente de 17€. O Popular cobra 15,60€. O mesmo acontece com o cartão de crédito, onde as anuidades são de 20,80€ e 15,60€, respetivamente. Ou seja, o Totta cobra 33% a mais. Na requisição de cheques, o Santander Totta cobra o dobro. Nos levantamentos, a diferença é menor: no Santander Totta paga-se 62,40€ por 12 levantamentos ao balcão. No Popular, 49,92€ pela mesma quantia.

Entretanto, se o objectivo for fazer ou mudar o crédito da casa, podem haver poupanças. O Santander Totta tem um spread mínimo mais baixo que a média nacional: 1,25%. O Popular possui um dos mais caros do mercado, com 1,70%.

Adicionar comentário

Clique aqui para comentar

Your email address will not be published. Required fields are marked *