Notícias

Porto vence Lisboa na procura imobiliária

O_Porto_visto_da_Ponte_Dom_Luis_I

A segunda-feira, 20, amanheceu com uma notícia surpreendente: o Porto ultrapassou a capital na corrida imobiliária. O principal motivo do novo cenário do mercado residencial é a escassez de activos e o aumento do preço no distrito de Lisboa. Os dados apresentados pela Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária de Portugal (APEMIP), comprovam que o Norte teve uma subida bastante significativa.

É a primeira vez que o Porto se posiciona como principal distrito na procura por moradias. Este ano, o distrito fixa-se em perto dos 40%, um acréscimo de 17,5% pontos desde 2014. “O motivo central prende-se com a ausência de activos e com o aumento dos preços de mercado em Lisboa, que fizeram com que as intenções de compra se dirigissem para o distrito do Porto, que ainda tem uma oferta de 39,6%, uma diferença considerável para o distrito de Lisboa, em que a oferta é de 10,1%”, explicou o presidente da APEMIP, Luís Lima.

Lisboa se situou no segundo lugar, com 23,1% da procura. Faro teve uma evolução positiva, passando para 11,2%. Lima também afirmou que o mercado português na área deve alcançar uma melhora de 30% em relação ao ano anterior, justamente por causa da descentralização.

“Hoje é o distrito do Porto que reúne o foco da procura, mas à medida que a oferta for diminuindo, a procura irá deslocar-se para outras regiões do país, promovendo uma maior descentralização do investimento imobiliário para locais que apresentam boas perspectivas de investimento”, disse.

 

Investidores vendem no Algarve para comprar no Porto

Além disso, com o Porto bem colocado no turismo, os arrendamentos têm funcionado durante os 12 meses do ano. Enquanto que o Algarve é sazonal, só há aumento na procura quando o clima sofre melhora ou nos meses de verão.

Os preços na baixa do Porto, por exemplo, já ultrapassam 5 mil euros por metro quadrado. “Costumo dizer que a Baixa do Porto não está à venda: está em tri-venda”, brincou Miguel Aguiar, CEO da KWBusiness, empres que vende cerca de 175 imóveis por mês.

Fonte: Infográfico
Fonte: Infográfico

 

Adicionar comentário

Clique aqui para comentar

Your email address will not be published. Required fields are marked *