estrangeiros
Notícias

20% da procura por imóveis é feita por estrangeiros

O aumento do interesse no mercado imobiliário por parte dos estrangeiros está a aumentar. Os números foram revelados pelo portal imobiliário, Idealista. A pesquisa realizada pelo portal mostrou que uma em cada cinco pessoa que procura casas no país através do website é estrangeira. Ao contrário do que se pensava, os franceses estão à frente dos brasileiros na busca por imóveis em Portugal.

Dos dados coletados, cinco países destacaram-se entre as nacionalidades que almejam terras lusitanas: França, Brasil, Espanha, Suíça e Reino Unido, na respetiva ordem. “Isto deixa claro que Portugal está entre os melhores destinos mundiais para o investimento imobiliário” disse César Oteiza, co-fundador e COO do Idealista.

Os investigadores se surpreenderam ao ver que cerca de 20% do tráfego do site vem do estrangeiro. O estudo foi realizado através de IPs e mostrou que 17,5% das pesquisas por casa vinham da França, enquanto que 16,6% do Brasil. Uma das razões pelas quais isso acontece é o nosso país ter uma opção de visto para “Residentes Não Habituais”. Este documento concede diversos benefícios a quem se instalar temporariamente no país. A medida surgiu quatro anos atrás e atraiu diversos reformados ou pessoas à beira da reforma no mundo todo.

Apesar de o Brasil não estar em primeiro, houve uma forte subida na20%procura por parte de brasileiros em Portugal, desde que a economia lá sofreu abalos pela situação política. Muitos vem para cá através do programa do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) de Autorização de Residência para Actividade de Investimento (ARI), também conhecido como golden visa ou vistos gold, em vigor desde 2012. Entre os requisitos, uma das opções é a aquisição de imóveis em terras portuguesas em valor igual ou superior a 350 mil euros. Com a ARI, a possibilidade de requisitar a nacionalidade mais tarde é maior.

Os baixos preços da habitação em relação outros países europeus também é um dos atrativos para espanhóis, suíços e ingleses, quem completam o resto da lista. Lisboa e Porto seguem disparados na corrida pela nova moradia e nos ramos do Alojamento Local (AL), por conta do turismo. Nesta lista figuram ainda Itália (7,2%), Alemanha (6,4%), Estados Unidos (4,7%) e Angola (3,2%), com valores menos significativos.

Adicionar comentário

Clique aqui para comentar

Your email address will not be published. Required fields are marked *