documentos-inquilinos
Investimento

Quais os documentos que devo solicitar ao inquilino antes de arrendar?

Se está em vias de arrendar um imóvel, é importante conhecer os documentos que deverá pedir ao potencial inquilino antes da celebração do contrato de arrendamento.

Tendo em conta que o processo de seleção de um inquilino responsável é crucial para que não se encontre em situações indesejadas de incumprimento, faça como as seguradoras e os bancos: analise o risco e selecione muito bem o arrendatário.

Para tal, é importante que prepare uma lista de documentos que deverá solicitar ao potencial arrendatário para que possa fazer uma boa análise quanto à estabilidade profissional e financeira do inquilino, factores que em muito vão influenciar a decisão do senhorio de seguir para a frente com a celebração do contrato de arrendamento. De maneira a avaliar e/ou diminuir o risco, poderá considerar algumas das seguintes opções:

  • cópia do contrato de trabalho (para conhecer a situação profissional do potencial inquilino e se o mesmo corre o risco de ficar desempregado);
  • atestado de residência;
  • número de identificação fiscal (NIF);
  • cópia da última declaração de IRS (para conhecer a taxa de esforço entre o que recebe e o que paga de renda)
  • cópia dos dois últimos recibos de vencimento (para saber que está a trabalhar)
  • peça tantos meses quanto possíveis de adiantamento (2 é o que diz a lei, mais do que isso significa mais garantia)
  • referências (dos familiares, do empregador, do anterior senhorio, dos fornecedores, dos clientes, do papa, etc., servem para aferir a credibilidade/honestidade e para futuros contactos)
  • fiador (para garantir que alguém paga a renda em caso de incumprimento)
  • caução (para garantir a boa conservação do imóvel)
  • opte por arrendar a profissionais deslocados (professores, estudantes, pessoal médico, construção, etc., sabe de certeza que não ficarão para sempre no imóvel)

Após a seleção do inquilino ideal e antes de assinarem o contrato de arrendamento, o inquilino deve fazer constar no contrato a identificação do seu cônjuge, no caso de ser casado. Adicionalmente, se o inquilino for uma sociedade, é necessário comprovar, através de certidão da Conservatória do Registo Comercial, qual a pessoa que tem poderes para assinar o contrato de arrendamento.

Lembre-se também, enquanto senhorio, que a opção de exigir fiador e caução por vezes é um peso muito grande para potenciais inquilinos, impossibilitando por vezes inquilinos responsáveis por falta de um fiador disponível. Avalie bem a situação financeira do potencial inquilino e verifique se será necessário exigir as duas garantias antes de tomar uma decisão final.

Adicionar comentário

Clique aqui para comentar

Your email address will not be published. Required fields are marked *